Compartilhe

Atualizado em



No Brasil, um deputado custa em média 1 bilhão de reais por ano. Entre salário e auxílios de moradia, gasolina e carro oficial, o parlamentar acumula R$ 179 mil mensais em benefícios. Tem mais, juntos, os membros do congresso respondem por R$ 91,8 milhões do contribuinte por mês. Em Londres, capital da Inglaterra, a história é um pouco diferente.

Na capital britânica, do prefeito aos vereadores, ninguém tem direito a ter carros oficiais ou motoristas particulares pagos com dinheiro público. Na terra da rainha, ao assumirem os cargos eletivos, os parlamentares recebem um vale-transporte válido para ônibus, trem e metrô, medida que faz parte do incentivo ao transporte público da London Assembly, que é a Assembleia Legislativa de Londres.

A fiscalização é rigorosa e não perdoa nem o uso de táxi. Se por acaso um político recorrer ao transporte privado vai precisar comprovar a falta de opções para ser reembolsado pelos gastos. Além de aliviar os prejuízos aos cofres públicos, as medidas fazem toda a diferença no complicado trânsito da capital londrina.

Para se ter uma ideia do dinheiro usado para transporte em metrópoles, na cidade de São Paulo, a prefeitura desembolsa todo o mês quase R$ 4 milhões em despesas com carros oficiais. A frota paulistana é de 842 automóveis.



Fonte: Hypeness