Compartilhe

O deputado federal Alexandre Frota não é mais do PSL, o partido de Jair Bolsonaro. A sigla decidiu expulsar Frota após reunião em Brasília.

Alexandre Frota criticou publicamente o governo nos últimos dias e disse, inclusive, que estava decepcionado com o presidente Bolsonaro.



Também se posicionou contra a nomeação do deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos.

Frota foi um dos principais articuladores do PSL na votação da reforma da Previdência na Câmara.

No entanto, a pedido de Jair Bolsonaro, foi retirado vice-liderança do partido na Câmara e do comando de três diretórios municipais.

Ficou insatisfeito e, contrariando a orientação partidária, se absteve na análise da proposta em segundo turno, depois de ter sido retirado da vice-liderança do partido na Câmara.



O ex-ator, hoje parlamentar, foi eleito deputado federal pelo PSL de São Paulo, no ano passado, com mais de 155 mil votos.