Compartilhe

Planos de Saúde terão de realizar seis tipos de exames na cobertura obrigatória para ajudar na identificação de casos de Covid-19.

Serão procedimentos auxiliares para detecção diferencial do novo coronavírus, para descartar ou confirmar outras suspeitas de doenças, como tromboses.



A normativa da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) começa a valer assim que for publicada no Diário Oficial da União.

O documento deve ter a assinatura do diretor-presidente substituto da agência, Rogério Scarabel.

Os exames que passam a ser liberados pelos convênios são: Dímero D, para diagnóstico de quadro tombótico em pacientes suspeitos de Covid-19; Procalcitonina, dosagem para casos graves, que diferencia estágios severos dos mais brandos da doença e Pesquisa rápida para influenza A e B e PCR em tempo real para esses tipos de vírus da gripe.

Também entram na lista a Pesquisa rápida e PCR para Vírus Sincicial Respiratório, que diferenciam a Covid-19 em crianças com infecção viral respiratória grave.