Compartilhe

A Rodovia do Açúcar (SP 308) passou por uma nova vistoria da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), que constatou 52 falhas estruturais na via. A concessionária Rodovias do Tietê, que administra a via, foi notificada sobre a abertura de processo sancionatório que pode gerar multas de até R$ 1,6 milhão.

A vistoria foi realizada entre o km 103 e o km 163,6, entre Salto e Piracicaba (atravessando os municípios de Elias Fausto, Capivari, Mombuca e Rio das Pedras). A abertura do processo sancionatório pode gerar multas de até R$ 1,6 milhão.



Na primeira averiguação, 102 irregularidades foram encontradas. A concessionária corrigiu 50 falhas dentro do prazo, mas a nova fiscalização da agência confirmou que restaram 52 – o que motivou a notificação.

A concessão

A Rodovias do Tietê é responsável pela administração, manutenção e operação de 406 quilômetros de rodovias. Além de parte das rodovias SP-300 e SP-308, a concessionária tem sob sua responsabilidade a extensão total das rodovias Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), Doutor João José Rodrigues (SP-113) e Rodovia Professor João Hipólito Martins (SP-209), conhecida como Castelinho.

Balanço

Desde o início da concessão, a Rodovias do Tietê recebeu multas que superam R$ 10,1 milhões. Nos últimos 12 meses, a Artesp emitiu 331 notificações à concessionária, referentes a irregularidades como não reparar buracos ou outros problemas no asfalto, não remover lixo da faixa de domínio, não reparar problemas na sinalização vertical (placas) e horizontal (pintura de solo).

Os fiscais e técnicos da Agência percorrem mensalmente todos os 8,4 mil quilômetros da malha rodoviária sob concessão no Estado de São Paulo verificando as condições do pavimento e outros quesitos, exigindo reparos no menor tempo possível. Sempre que os prazos e exigências contratuais não são cumpridos, multas são aplicadas.



A concessionária

Em nota, a Rodovias do Tietê informou que “é cumpridora das obrigações previstas no Contrato de Concessão e não mede esforços para proporcionar segurança e conforto aos usuários de suas rodovias”.

Também comunicou que respondeu às notificações enviadas pela Artesp e que realiza serviços de remoção de lixo e entulho, conservação e manutenção de forma rotineira e de acordo com a urgência de cada caso.

“Informamos ainda que, no âmbito do contrato de concessão, estão previstas as intervenções especiais de pavimento, onde será realizada uma intervenção geral e profunda, trazendo o pavimento à sua condição inicial.”

Degraus, buracos, depressões, sujeira…

Dentre as irregularidades na Rodovia do Açúcar estão buracos, falta de limpeza ou varredura, depressões, degraus, ondulações e até reparo na drenagem, entre outros.

Degraus, ondulações e outras não conformidades na lateral do pavimento

  1. Pista Norte km 147,425
  2. Pista Norte km 147,465
  3. Pista Norte km 157,580

Depressão ou recalque de pequena extensão no pavimento

  1. Pista Sul km 146,69

Limpeza e varredura de área pavimentada

  1. Pista Norte km 108,530
  2. Pista Norte km 120,200
  3. Pista Norte km 122,500
  4. Pista Norte km 145,500
  5. Pista Norte km 139,00

Buraco no pavimento

  1. Pista Norte km 118,950
  2. Pista Norte km 118,965
  3. Pista Norte km 121,690
  4. Pista Norte km 134,75
  5. Pista Norte km 145,200