Compartilhe

Atropelamentos provocam quase 230 casos de invalidez por dia, no Brasil.

Dados do DPVAT, o popular seguro obrigatório, apontam que, só neste ano foram pagas cerca de 70 mil indenizações a pedestres. Que sofreram algum tipo de invalidez permanente.



A maior parte das vítimas é composta por pessoas jovens, com idade entre 18 e 34 anos.

O que, além da questão da saúde, também causa um impacto na economia, uma vez que se trata de uma população ativa no mercado de trabalho.

Quanto ao tipo de veículo envolvido no acidente com pedestres, as motos lideram o ranking com folga. E estiveram presentes em 48 mil ocorrências.

Em nota, os responsáveis pelo DPVAT afirmam que reduzir esses números é uma responsabilidade dos dois lados.



Do pedestre, no sentido de atravessar na faixa e respeitar o semáforo. E do condutor, que muitas vezes ignora a faixa, o sinal vermelho e o limite de velocidade.

Qualquer vítima de acidente de trânsito pode ter acesso ao seguro DPVAT.

No caso de sequelas permanentes, a indenização chega a até 13 mil e 500 reais.