Compartilhe

Brasil investe mais na área da Educação que os países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a OCDE.

Ao mesmo tempo, é a nação que menos investe por aluno, de acordo com um estudo publicado no G1.



O documento analisou os sistemas de educação dos 36 países-membros da OCDE e de outras dez nações, entre elas o Brasil.

Os dados mostram que, em 2016, o governo brasileiro investiu quatro vírgula dois por cento do PIB em Educação.

No mesmo ano, a média de recursos aplicados nessa área pelos países da OCDE ficou em três vírgula dois por cento.

Por outro lado, o investimento proporcional por aluno, no Brasil, ficou bem abaixo que os das outras nações pesquisadas.



A analista de Educação da organização Camila de Moraes, avalia que o custo menor por estudante está relacionado aos baixos salários pagos aos professores dos ensinos fundamental e médio.

O levantamento ainda revela que apenas 18 por cento dos adultos brasileiros completaram curso superior, enquanto a média dos países da OCDE é de 39%.