Compartilhe

País tem 28 vírgula três por cento da renda total concentrada nas mãos dos um por cento mais ricos.

É o que mostra o relatório de Desenvolvimento Humano, divulgado nesta semana pela Organização das Nações Unidas, a ONU.



De acordo com o estudo, o Brasil só perde para o Catar, onde o índice é de 29 por cento.

O Chile ocupa o terceiro lugar. No país vizinho, os um por cento mais ricos concentram 23 vírgula sete por cento da renda total.

O relatório da ONU traz a lista de 20 países com maior desigualdade de renda.

Também aparecem no ranking, com índices acima de 20 por cento a Bolívia, Estados Unidos e Rússia.



O relatório considerou dados disponíveis no período de 2010 a 2017 e adotou a informação mais recente para cada país.

Para chegar ao conceito de desigualdade, o documento considerou diversos índices, além da distribuição de renda.

As informações do estudo foram publicadas no G1.