Compartilhe

Em cinco anos, Ministério Público do Trabalho recebe mais de 21 mil denúncias de trabalho infantil. Média de quase 12 por dia, entre 2014 e 2018.

Ao todo, foram ajuizadas quase mil ações. E fechados cerca de seis mil acordos de ajustamento de conduta.



Para o Ministério Público do Trabalho, boa parte da sociedade faz uma leitura errada da situação. Entende que ao oferecer trabalho para uma criança, vai ajudar a garantir o futuro dela.

Na prática, porém, pular etapas naturais do desenvolvimento do ser humano pode causar problemas físicos e psicológicos.

Dados do IBGE apontam que, atualmente, cerca de dois milhões e meio de crianças e adolescentes trabalham, no Brasil.

Vale deixar claro que é permitido, ao jovem a partir de 14 anos, exercer algumas atividades.



Desde que sejam voltadas para a aprendizagem e a formação profissional, e que o adolescente tenha direito a todas as proteções previstas na Lei.