Compartilhe

O ano não chegou nem na metade e os brasileiros já pagaram um trilhão e 100 bilhões de reais em impostos.

Captura realizada às 10h58 desta terça-feira (11) | Foto: Reprodução/Impostômetro
Captura realizada às 10h58 desta terça-feira (11) | Foto: Reprodução/Impostômetro

É o que diz o Impostômetro, da Associação Comercial de SP.



O número indica que, em média, municípios, estados e a União morderam cinco mil e 500 reais daquilo que cada trabalhador recebeu de salário entre janeiro e junho.

A marca de um trilhão e cem bilhões foi atingida 10 dias antes que no ano passado. Ou seja, a arrecadação cresceu, em 2019.

Em nota, a Associação Comercial voltou a defender a aprovação de uma reforma tributária.

E lamentou o fato de o Brasil ter uma das cargas tributárias mais altas do mundo, mas não fazer com que esse dinheiro volte para o cidadão na forma de serviços públicos de qualidade.



Os números da arrecadação em tempo real estão disponíveis na internet, no site impostometro.com.br. Veja Aqui!

Por volta das 10h40 desta terça-feira, dia 11 de junho, o Impôstometro registrava a quantia de 1 trilhão, 113 bilhões e 540 milhões de reais. Em comparação com a imagem acima, são R$ 38 milhões a mais em apenas 18 minutos.

Com esse dinheiro você poderia comprar 2.559.895.344 Cestas Básicas, 1.439.762 apartamentos com 3 quartos, 1 suíte, 2 garagens, 116m2, no Centro, de Osasco (SP) ou 1.773.165 apartamentos de 110m2, no Morumbi, em São Paulo-SP, segundo o site.