Compartilhe

Atualizado em

Quem abrir o Facebook e se deparar com uma mensagem dizendo que seus dados foram invadidos, não estranhe.
Trata-se de informação da própria rede social de Mark Zuckerberg, como um pedido de desculpas pela falha no protocolo de segurança.
Cerca de 30 milhões de pessoas em todo o mundo foram afetadas pelo vazamento de informações.
Foram acessados dados cadastrais, como nome, endereço de e-mail, telefone, data de nascimento e localização.
Os hackers conseguiram também identificar os dispositivos usados para acessar o Facebook, o local de trabalho e os 10 últimos check-ins.
A falha na segurança foi informada dia 28 de setembro, quando a empresa admitiu que 50 milhões de contas ficaram vulneráveis.
A invasão foi por meio da ferramenta VER COMO, que mostra como o perfil do usuário é visto por amigos e outras pessoas da rede.
O alto comando do Facebook afirmou que a quebra de sigilo não afetou outros aplicativos do grupo, como o Instagram, WhatsApp, Messenger, Oculus e Workplace.