Compartilhe

De olho no fim de ano menos carente com expectativa de consumo, brasileiros conseguiram quitar mais dívidas em outubro.

O índice ficou em 64,7% , segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.



Foi a primeira vez, no ano, que o nível de endividamento caiu, após nove altas seguidas.

Mas a crise ainda tem efeitos negativos nas contas das famílias, que acumulam mais contas pendentes do que há um ano.

A inadimplência registrada em outubro é de quase 25%, enquanto no mesmo mês do ano passado o índice atingiu 23,5%.

Cartão de crédito, seguido de carnês e financiamento de veículos são as principais



Segundo especialistas, o fortalecimento do crédito aliado aos recursos extras do FGTS e do PIS/Pasep contribuíram para reduzir as dívidas das famílias.