Compartilhe

Caixa Econômica Federal retira dinheiro do Fundo de Garantia automaticamente das contas dos trabalhadores.

A ação fez muita gente tomar um susto, ao ver o saldo menor, mas o banco garante que a grana não sumiu.



Diz que a ideia é agilizar o processo de saque daqueles trabalhadores que têm direito a retirar, do FGTS, os 500 reais autorizados pelo Governo.

Nesse caso, perto da data, o banco tira o dinheiro da conta pra que ele já fique disponível, caso o dono queira.

Quem preferir deixar a grana por lá, ao término do prazo de saque ela será devolvida com correção monetária.

O trabalhar que não vai sacar e quer que o valor já seja devolvido à conta do FGTS deve entrar em contato com a Caixa.



Primeiro, o saque foi liberado aos poucos pra quem é correntista do banco; e, desde outubro, pra quem não é.

A partir desta sexta, por exemplo, o dinheiro estará disponível para trabalhadores nascidos em setembro e outubro.

No dia 18, pra quem nasceu em novembro e dezembro. E, em todos os casos, o prazo para sacar até 500 do FGTS termina em março de 2020.