Compartilhe

Aos feriados e finais de semana os equipamentos ficarão desligados. O novo horário de atendimento entra em vigor na próxima segunda feira no município.



Por Yuri Rossi

As agências bancarias da cidade de Elias Fausto instalaram cartazes alertando a população sobre o novo horário de atendimento dos caixas eletrônicos na cidade. De acordo com as informações a partir da próxima segunda-feira, dia 10, os equipamentos passarão a funcionar apenas das 9h às 17h em dias úteis. Aos finais de semanas e feriados, o autoatendimento ficará desligado.

Segundo os bancos, a medida foi tomada porque as empresas do setor bancário não poderão cumprir uma lei de autoria do Executivo que exige que agências apliquem medidas de segurança, como a presença de vigilantes diariamente durante 24 horas, além de exigir a instalação de câmeras de segurança externas. Consta na lei que o não cumprimento gera autuação ao banco onde a multa é de R$ 500 por dia.

De acordo com a administração pública da cidade, a medida foi tomada devido as constantes invasões e explosões a caixas eletrônicos, o que aumenta a sensação de insegurança da população eliasfautense.



No dia 29 de março bandidos explodiram os caixas eletrônicos de duas agencias bancarias da cidade.

Para a servidora pública Michele Sacchi, de 29 anos, essa ação só vai dificultar a vida dos moradores de Elias Fausto, pois segundo Michele, a cidade é pequena e a população já não valoriza o comercio local e com essa mudança no horário terão que procurar os caixas eletrônicos de municípios próximos, onde provavelmente irão gastar parte do dinheiro sacado.

Já para o comerciante Ivan Gonçalves, de 30 anos, os bancos já cobram taxas exorbitantes, não são baratas e deveriam tomar alguma atitude para evitar que a população pague por isso. Ainda segundo Ivan, essa mudança de horário prova que a população cada vez mais está nas mãos dos bandidos.

Procurada a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou, por meio de nota, que não existe norma que exija que caixas eletrônicos funcionem fora do horário bancário. Há apenas a Resolução 2.932, de 28 de fevereiro de 2002, do Conselho Monetário Nacional (CMN), que determina o horário de funcionamento das agências.