Compartilhe

Carteira Nacional de Habilitação poderá ter a validade estendida de cinco anos para dez anos.

Para os condutores a partir dos 66 anos de idade, ela passaria de dois anos e meio para cinco anos.



O aumento dos prazos está previsto em um projeto de lei que deverá ser votado na próxima semana no plenário da Câmara Federal.

Apresentado em junho pelo governo, ele também aumenta o limite de pontos na CNH.

Se a proposta for aprovada, no prazo de doze meses o motorista poderá acumular 40 pontos em infrações, em vez de 20.

De acordo com a Agência Brasil, o texto ainda propõe o fim da exigência do exame toxicológico para motoristas profissionais. E retira dos Detrans a exigência de credenciar as clínicas que emitem o atestado de saúde para renovação da CNH.



A votação da proposta antes do recesso parlamentar foi acertada em reunião entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.