Compartilhe

Atualizado em

Além da casação dos registros eles deverão pagar multa de correspondente ao custo da propaganda extemporânea.



Por Yuri Rossi

No fim da tarde desta quinta-feira (24) o Juiz do Tribunal Regional Eleitoral , em São Paulo , Dr. Paulo Hamilton, julgou e condenou o ex-prefeito Luis Donisete Campaci (PMDB) e seu vice Junior Pacheco (PR).

Ambos foram condenados por terem, segundo a sentença da Justiça Eleitoral, confeccionado e distribuído propaganda de forma irregular utilizando o dinheiro público.



A sentença caça os registros de candidaturas deixando ambos inelegíveis por oito anos.

Ainda foi imposto aos condenados o pagamento de multa correspondente ao custo da propaganda.
Com essa condenação tanto Luis Campaci, como Júnior Pacheco estão impedidos de participarem das próximas eleições.

Durante toda a manhã nós tentamos insistentemente entrar em contato com as duas partes envolvidas.

De acordo com as informações Junior Pacheco está de viagem e só deve retornar na segunda-feira. Já Luis Campaci não retornou as nossas ligações.

Relembre o caso:

No dia 24/08/2012 o Ministério Público denunciou o ex-prefeito Luis Campaci e seu vice Júnior Pacheco, pela veiculação de uma revista institucional da Prefeitura noventa dias antes das eleições. O material, que teve 13 mil exemplares impressos e custou aproximado de R$ 28 mil aos cofres públicos.
A revista divulgava obras e realizações da administração municipal durante o mandato de Campaci. No entendimento do juiz, a ação se configurou como abuso de poder. Foi determinado ainda que o dinheiro que custeou o material seja devolvido.
Foi preciso cinco meses para jugar esse caso e sair à sentença.