Compartilhe

Pelo terceiro ano consecutivo, o Brasil participa da mobilização mundial para a redução e eliminação da poluição por plásticos. Com o alerta da Organização das Nações Unidas (ONU) de que até 2050 os oceanos terão mais plásticos que peixes, o esforço global pela redução desse tipo de resíduo é mais que urgente.

Neste ano, com o tema “Um por Todos e Todos por Zero”, várias marcas se uniram para criar a Liga Zero Descartável e propor um desafio principal aos brasileiros de Norte a Sul do país, além de várias iniciativas voltadas para a conscientização sobre a redução da poluição por plástico, especialmente os de uso único.



A campanha brasileira é braço do movimento mundial #JulhoSemPlástico, organizado em vários países.

Considerando a necessidade de distanciamento social por conta da pandemia do novo coronavírus e, ainda, a necessidade de as pessoas ficarem mais tempo em suas casas, o desafio principal será o “Plástico Social”,que se resume em propor ao público que junte todo o plástico utilizado durante os 31 dias desse mês.

A intenção do desafio é fazer com que cada indivíduo ou família possa refletir sobre a necessidade do uso de cada item e reflita sobre como promover a sua eliminação, substituição ou, ao menos, a redução do seu uso.

“Durante um mês, pessoas e empresas serão desafiados a acondicionar todo o plástico gerado, para visualizar a quantidade deste resíduo que geram. A ideia é que quem participar do desafio possa entender qual porcentagem dos plásticos gerados de fato é reciclável e o quanto não é reciclável. Além disso, entender o quanto seu resíduo plástico auxilia na renda de cooperativas de reciclagem, entendendo o valor que esse resíduo possui”, explica Jessica Pertile, da empresa Beegreen, integrante da Liga.



Fonte: Ciclovivo