Compartilhe

Os descartáveis estão com os dias contados na União Europeia.

O bloco aprovou a proibição de canudos, cotonetes, pratos e talheres, entre outros plásticos, até 2021.



A nova legislação estabelece regras mais rigorosas para produtos e embalagens que estão entre os 10 que mais poluem as praias europeias.

Além de proibir os descartáveis que possuem alternativas feitas de materiais duráveis, as normas determinam redução da utilização dos produtos descartados mais frequentemente.

Feitos total ou parcialmente de matéria-prima plástica, os produtos de utilização única, como o próprio nome diz, são usados uma única vez ou por um curto período de tempo antes de serem jogados fora.

E são os principais causadores da poluição de rios e mares ao redor do mundo.



Um acordo sobre as garrafas plásticas já está em vigor na região: até 2029, os estados-membros deverão recolher 90% delas e elas terão que conter, pelo menos, 25% de material reciclado até 2025 e 30%, até 2030.

As informações são da agência portuguesa P3.