Compartilhe

A obesidade é uma das doenças que mais matam no mundo, movimentando mais de US$ 2 trilhões de dólares ao redor do mundo, todos os anos, em tratamentos e dietas. Porém, mesmo com muito esforço algumas pessoas não conseguem emagrecer ou sofrem do efeito sanfona. Curiosamente, cientistas australianos acreditam que a cura para as gordurinhas a mais poderia estar na argila!

A pesquisadora da Universidade do Sul da Austrália analisava como componentes presentes na argila interferiam no processo de distribuição de drogas antipsicóticas no corpo quando notaram que esses materiais conseguiam absorver gotículas de gordura no intestino! “Isso é realmente incrível”, gaba-se a pesquisadora, que acredita, inclusive, ter encontrado a cura para a obesidade.

“Não só os materiais argilosos estavam aprisionando as gorduras dentro de sua estrutura de partículas, como também as impediam de serem absorvidas pelo corpo, garantindo que a gordura simplesmente passasse pelo sistema digestivo. Foi esse comportamento único que imediatamente sinalizou que poderíamos estar em algo significativo”, explica a descobridora.



O mineral estudado é a montmorilonita, que pode ser obtida através da purificação da argila ou da laponita. Um grupo de ratinhos foi alimentado com muita gordura para, depois, uma parte receber uma medicação placebo, outra ser tratada com orlistate (bastante popular entre quem tenta emagrecer) e, por fim, alguns indivíduos receberem a montmorilonita. Descobriu-se que aqueles tratados com o mineral proveniente da argila tiveram um resultado muito mais visível do que os outros roedores.

A meta, agora, é criar um componente com as propriedades da montmorilonita (o “aprisionamento” da gordura) e do orlistate (a inibição da enzima que digere as moléculas de gordura). Portanto, não é para se jogar de cara na terra tentando emagrecer – ainda é preciso que sejam descobertos os reais benefícios do mineral argiloso e a melhor maneira de processá-lo para o nosso consumo.

Fonte: Mega Curioso