Compartilhe

Atualizado em

A principal dica é pesquisar os preços dos produtos em diversos pontos de venda.



Por Jean Bordini

Se já não bastasse as despesas de início de ano, e o dinheiro gasto com as compras do mês de dezembro, o brasileiro ainda conta com mais uma despesa extra: volta às aulas!

Na escola estadual, segundo uma diretora, o Governo manda material para o ano todo, inclusive mochila. Um gasto a menos pra quem tem filho que estuda em escola estadual.

Na escola particular a coisa muda. Além do material, os pais também têm que gastar com as apostilas.



Já quem estuda nas escolas municipais de Capivari, de acordo com a prefeitura, os livros didáticos são distribuídos gratuitamente à todos os alunos. No caso do material escolar, para as famílias mais carentes, as Escolas da rede municipal fornecem ajuda, com a doação de caderno, caneta ou outro material, quando necessário.

Mais independente da escola, seja pública ou particular, o material básico é sempre o mesmo: caixa de lápis de cor, borracha, régua, tesoura sem ponta, lápis preto, estojo e é claro cadernos.

Nossa equipe de jornalismo pesquisou em algumas papelarias de Capivari os preços de alguns dos materiais mais pedidos pelas escolas:

Um caderno brochura com 96 folhas, varia de R$3,80 a R$10,50.
Já um lápis de cor com 12 cores, varia de R$3,00 a R$9,80.
Um estojo, varia de R$2,20 a R$8,70.
Tesoura sem ponta, varia de R$0,70 a R$1,30
Uma régua de 30 cm, varia de R$0,35 a R$1,50

Se os preços variam tanto, os materiais também, como: palito de sorvete com 50 unidades. E não precisa ir até uma sorveteria para comprar, na papelaria tem e custa R$1,20.

Essa variação de preço, nem sempre acontece pela qualidade do produto, e sim pela marca. Os materiais que tem estampados personagens de desenhos famosos acabam saindo bem mais caros.

Lembrando que as escolas não podem exigir produtos de marca específica, e nem determinar o local em que eles devam ser comprados.
As dicas para economizar na hora de comprar o material escolar são diversas:

– Pesquisar os preços dos produtos em diversos pontos de venda.

– Verificar quais produtos da lista você já possui em casa e podem ser reaproveitados. Se reunir com outros pais para uma compra coletiva. Já que algumas lojas dão bons descontos para compras em grandes quantidades.

– Uma outra dica é evitar levar os filhos na hora da compra, para que ele não se influencie em razão dos personagens, cujos preços, como foi mencionado, geralmente são bem mais caros.