Compartilhe

As agências do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) em São Paulo não têm previsão de reabertura. Segundo o instituto, segurados que tinham agendado atendimento devem “desconsiderar e proceder com a remarcação pelo Meu INSS ou pelo telefone 135”.

Por decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, as unidades de São Paulo vão ficar fechadas. A reabertura de 600 agências em todo o país começou nesta segunda-feira (14), com agendamento prévio e uso de máscaras.



“O INSS destaca que a reabertura das agências se mostra indispensável para que parte da população que precisa dos serviços presenciais não seja prejudicada, especialmente neste momento de pandemia”, diz o instituto em nota.

O formato remoto de contato com os usuários foi mantido por quase seis meses. Na primeira fase da retomada gradual, terão prioridade a avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional.

A decisão de manter fechados os postos do INSS em São Paulo é do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) e atende a ação movida pelo Sindicato dos Trabalhadores do Seguro Social e Previdência Social. Na decisão, o o desembargador Gilberto Rodrigues Jordan destaca que ainda há problemas em diversas agências, como insuficiência ou falta de equipamentos de proteção individual.