Compartilhe

Maioria dos consumidores deve gastar entre 50 reais e 100 reais com o presente do Dia das Crianças.

A previsão é de lojistas paulistas, que também aguardam uma procura maior por bonecas, carrinhos e jogos de tabuleiro, por serem brinquedos mais tradicionais e com preços mais acessíveis.



Quanto à forma de pagamento, a expectativa é que muitas compras sejam feitas com cartão de crédito, principalmente de forma parcelada.

Para atrair a atenção dos clientes e incrementar as vendas nas lojas, estão previstas ações como a distribuição de doces e de pipoca para as crianças.

Os dados são de pesquisa da Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo.

O presidente da entidade, Maurício Stainoff, diz que a previsão do comércio paulista é de aumento de até quatro por cento nas vendas, em relação ao mesmo período de 2018.



No ano passado, o crescimento foi de três por cento.

E não são apenas os filhos que vão ganhar presentes. Netos, sobrinhos e até primos devem receber lembrancinhas, avalia o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Franca, Maurício Pereira.

A data é considerada pelos comerciantes a segunda mais importante do semestre, atrás apenas do Natal.