Compartilhe

Uma reunião na próxima segunda-feira, convocada pela Conmebol, vai avaliar novo adiamento das Eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2022, no Catar. Ainda há reticência entre dirigentes da confederação sul-americana, mas a realização de jogos em outubro é considerada uma incógnita.

Os primeiros confrontos estão previstos entre 8 e 13 de outubro e já mobilizam as preparações de seleções – o técnico da seleção brasileira, Tite, esteve nessa quarta-feira no Maracanã para acompanhar Fluminense 1 x 2 Flamengo e tem programação para convocar na próxima sexta, dia 18 -, mas as associações já trabalham com a possibilidade de novo adiamento. Até mesmo a data Fifa de novembro é considerada incerta.



As condições distintas de países para controle e prevenção da Covid-19 são desafio de logística – boa parte dos atletas vêm de países europeus -, mas há também questões de geração de renda das partidas. Os jogos do Brasil, geralmente, têm rendas altíssimas. O que se repete em outros países.

Tite precisa entregar a lista até 20 de setembro, com a apresentação prevista para o dia 4 de outubro. Mas a incerteza paira sobre os preparativos dentro da CBF.

Em caso de novo adiamento de outubro, seria a terceira data Fifa suspensa, depois de março e setembro. A Fifa já abriu data alternativa em janeiro de 2022. Mas com seis jogos a menos de Eliminatórias de 18 partidas para seleção, a mudança de fórmula seria analisada, com possibilidade de repetir módulos antigos da competição, com dois grupos de cinco países.