Compartilhe

Governo promete fechar o cerco contra possíveis fraudes no INSS.

A ideia é fazer um pente fino em cerca de dois milhões de contratos de pensão e aposentadoria.



O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, afirma que são benefícios com indícios de irregularidades.

E fala em promover uma espécie de mutirão para agilizar as perícias.

A expectativa é que o pente fino nos pagamentos do INSS tenha um impacto grande nas despesas do órgão.

Isso porque ações anteriores mostram que até 30 por cento do que se paga vai para pessoas que não teriam direito ao benefício.



Nos últimos dois anos, ainda na gestão Michel Temer, o Governo Federal realizou mais de um milhão de perícias.

E, por conta de irregularidades, cancelou cerca de metade das aposentadorias por invalidez e dos auxílios-doença.