Compartilhe

O número de alunos com autismo nas escolas comuns do país cresceu 37% em um ano.

De acordo reportagem do portal de notícias G1, em 2017, 77 mil 102 crianças e adolescentes com autismo estudavam na mesma sala de aula que pessoas sem deficiência.



Esse número subiu para 105 mil 842 alunos no ano passado, considerando, nos dois casos, tanto escolas públicas como escolas particulares.

Os dados foram extraídos do Censo Escolar, que é realizado todos os anos pelo Inep, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

É importante destacar que, pelos princípios da Constituição brasileira, nenhuma escola pode recusar a entrada de um aluno por causa de uma deficiência.

O Transtorno do Espectro do Autismo acomete pessoas de todas as classes sociais e etnias.



Autistas apresentam o desenvolvimento físico normal, mas têm grande dificuldade para estabelecer relações sociais ou afetivas e dão mostras de viver em um mundo isolado.

O grau de comprometimento varia de uma pessoa para a outra.