Compartilhe

Atualizado em

Em 2015, a criatividade era considerada como a 10ª habilidade mais importante para o mercado de trabalho. Desde então, ela galgou posições e hoje é considerada a 3ª habilidade mais importante para quem busca se tornar um profissional bem-sucedido. A criatividade foi indicada como uma das três principais habilidades necessárias para o profissional do futuro, ao lado da capacidade de resolver problemas complexos e do pensamento crítico.



Isso é essencialmente importante hoje, quando o Brasil discute sua Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para o ensino médio. Embora o documento tenha sido apresentado pelo Ministério da Educação, o Instituto Arte na Escola lembra que ele não detalha conteúdos de diversas áreas do conhecimento. Estão incluídas nesse leque as manifestações artísticas, como teatro, música, dança e artes visuais.

O Instituto defende que estes processos criativos sejam um componente curricular obrigatório nas escolas. Isso requer professores especialistas nestas áreas que possam conduzir os alunos na descoberta dos campos artísticos. De olho na necessidade de desenvolver habilidades criativas e artísticas, outros países já estão adaptando seus currículos escolares. É o caso da Argentina, em que o cinema passou a ser ensinado nas escolas.

No Brasil, projetos realizados na Bahia e em São Paulo já aplicam o ensino de arte ou criatividade ao dia a dia dos estudantes. Quando estruturados no currículo escolar, o ensino de artes e humanidades auxilia o desenvolvimento de outras habilidades, incluindo aquelas relacionadas à tecnologia.

Fonte: Hypeness