Compartilhe
Diretor da Defesa Civil de Capivari, Júlio Capóssoli Neto, acompanhando abertura da profundidade da barragem. Foto|Tonny Machado

A chegada de uma nova frente fria vai trazer chuva à região a partir desta terça-feira (12). Segundo a Diretoria de Defesa Civil de Capivari, a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Estado de São Paulo emitiu na tarde de segunda-feira (11) um alerta meteorológico, onde a chuva deve ser intensa nos próximos dias na região de Campinas.

Por isso, a Defesa Civil de Capivari solicitou nesta terça a abertura total das comportas da Barragem Leopoldina. A expectativa é de acumulados acima dos 130 milímetros.



Funcionários do grupo Raízen realizando a abertura do canal. Foto|Tonny Machado

Previsão do tempo

De acordo com comunicado emitido na segunda, alertando sobre a precipitação intensa durante a semana, a previsão indica cerca de 111 milímetros de chuva para Campinas nos próximos dias. A chuva nas cidades acima de Capivari, como Monte Mor, Indaiatuba e Campinas, impacta diretamente na cheia do Rio Capivari.

As chuvas mais intensas devem ocorrer até quarta-feira (13). Na manhã de quinta-feira (14), a instabilidade perde força, mas volta com pancadas de chuvas fortes à tarde e à noite. Sexta-feira (15), o tempo permanece instável e chuvoso.

Monitoramento



A Defesa Civil de Capivari monitora toda precipitação de chuva através de radares meteorológicos e acompanhamento em tempo real de toda a rede telemétrica do rio em Campinas e Monte Mor, dados esses fornecidos por diversos órgãos de monitoramento. Além de realizar constantemente o monitoramento do nível da régua da água do rio Capivari instalada na ponte da avenida Pio XII, bem como da régua eletrônica instalada na Ponte do Santoro.

Acompanhamento em tempo real dos radares meteorológicos. Foto|Tonny Machado

O nível normal do rio Capivari é 80 centímetros. Para começar o transbordamento é necessário que ele atinja os dois metros”, informa o diretor, acrescentando sobre a relação das chuvas em Campinas e Monte Mor com o rio Capivari. “É como se Capivari ficasse no final do ‘funil’ do rio Capivari, então, baixando as águas em Campinas, enche Monte Mor e, baixando em Monte Mor, enche Capivari

Diz Júlio Capóssoli Neto

Prevenção

Em Dezembro, a Defesa Civil de Capivari criou o Plano de Ação Imediata (PAI), que tem como objetivo estabelecer ações para reduzir danos causados pelas enchentes.

A orientação da Prefeitura de Capivari é que, em caso de tempestades e alagamentos, os moradores evitem se abrigar embaixo de árvores ou transitar, com veículos ou a pé, nas áreas de enxurradas.

Além disso, em caso de rachaduras ou trinca em paredes, é importante acionar a Defesa Civil pelo 199 e (19) 3492-3186, a Guarda Civil, no 153 e no (19) 3491-1311, ou o Corpo de Bombeiros, que atende pelo 193 e 3492-4044.