Compartilhe

Advogados do ex-presidente Lula entraram com recurso no Supremo Tribunal Federal, na segunda-feira, para anular a sentença que aumentou a pena do petista no processo do sítio de Atibaia-SP.

O julgamento no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, elevou a pena de 12 para mais de 17 anos.



Os defensores alegam que tinham possibilidade de apresentar recursos na segunda instância antes do julgamento do mérito do processo, na semana passada.

Para os advogados, a análise do caso do sítio foi um constrangimento ilegal contra Lula. E citam que o TRF-4 deveria esperar recursos sobre argumentos como suspeição dos julgadores e cerceamento de defesa.

Também disseram que o processo de Lula foi antecipado em relação a outros que aguardam decisão.

A defesa declarou que poderia entrar com o recurso até esta terça-feira.