Compartilhe

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo iniciou na quarta-feira (10), em parceria com os municípios, a campanha de vacinação contra gripe.

A expectativa é imunizar 90% da população-alvo de 13,2 milhões de paulistas contra o vírus Influenza.



Considerando todo o território paulista, a meta é atingir a cobertura vacinal mínima de 90% entre os grupos prioritários, a saber:

  • Mais de 4,9 milhões de idosos (pessoas com 60 anos ou mais);
  • Aproximadamente 3 milhões de crianças com idade a partir de seis meses e menores de seis anos de idade;
  • 1,3 milhões de profissionais de saúde;
  • 451 mil gestantes e 74 mil puérperas (com até 45 dias após o parto),
  • Além de pessoas com comorbidades, como asma, diabetes, imunodeprimidos e outros.

As ações serão desenvolvidas em mais de 11,4 mil postos de vacinação em todo o Estado, entre postos fixos e volantes, com a mobilização de mais de 39 mil profissionais.

De acordo com a diretriz do Ministério da Saúde, responsável por encaminhar as doses da vacina para todo o país, a campanha ocorrerá em duas etapas.

▪ Veja mais informações da região!

A primeira começou no dia 10, voltada a gestantes, puérperas (com até 45 dias após o parto) e crianças a partir de seis meses e menores de seis anos. Nesta fase também haverá uma campanha para atualização das carteiras vacinais dos pacientes desse grupo.



Entre 22 de abril até o dia 31 de maio, serão vacinados na segunda etapa os demais grupos de risco, como idosos, profissionais da saúde, população indígena, professores e pacientes com doenças crônicas, como asma, diabetes, doenças imunossupressoras e outras.

No dia 4 de maio ocorrerá o “Dia D” de vacinação, quando os postos funcionarão no sábado, das 8h às 17h.

Diretora de Imunização da Secretaria Estadual da Saúde, Drª Helena Sato | Foto: Divulgação
Diretora de Imunização da Secretaria Estadual da Saúde, Drª Helena Sato | Foto: Divulgação

“A vacinação contra o vírus Influenza é fundamental para evitar complicações decorrentes da gripe, otites e sinusites”, explica a diretora de Imunização da Secretaria, Helena Sato.

Drª Helena Sato, participou ao vivo, por telefone, do programa Primeira Página desta sexta-feira (12) e respondeu algumas questões a respeito da vacinação. Ouça abaixo!

A vacina é produzida pelo Instituto Butantan, unidade vinculada à Secretaria, que neste ano disponibilizou 64 milhões de doses ao Ministério para a realização da campanha em todo o Brasil. Segundo recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), a vacina de 2019 prevenirá a população alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B.

▪ Veja mais informações da região!

Conforme preconiza o governo federal, somente casos de gripe grave, caracterizados como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), independentemente do tipo, são de notificação obrigatória no país. Em 2018, até 15 de dezembro, foram notificados 2.538 casos de SRAG no Estado relacionados ao vírus Influenza, causador de gripes, e 580 óbitos.

Confira a população-alvo, por região:

  • Grande São Paulo: 5,8 milhões
  • Araçatuba: 230,8 mil
  • Araraquara: 302,2 mil
  • Marília: 380,3 mil
  • Barretos: 140,5 mil
  • Bauru: 557,8 mil
  • Campinas: 1,2 milhão
  • Franca: 200,5 mil
  • Piracicaba: 426,2 mil
  • Presidente Prudente: 244,9 mil
  • Vale do Ribeira: 92,3 mil
  • Ribeirão Preto: 434,8 mil
  • Baixada Santista: 626,5 mil
  • São João da Boa Vista: 257,9 mil
  • Vale do Paraíba: 779,7 mil
  • São José do Rio Preto: 560,7 mil
  • Sorocaba: 686,5 mil
  • São José do Rio Preto: 560,7 mil
  • Sorocaba: 686,5 mil

OUÇA A ENTREVISTA

Drª Helena Sato, participou ao vivo, por telefone, do programa Primeira Página desta sexta-feira (12) e respondeu algumas questões a respeito da vacinação. Ouça!

Últimas Notícias