Compartilhe

RG, CPF, título de eleitor e carteira nacional de habilitação, tudo num único documento está bem próximo de virar realidade no Brasil.

Em novembro, o Tribunal Superior Eleitoral deve definir quais cidades serão as primeiras a receber o novo modelo.



O Documento Nacional de Identificação, já apelidado de DNI, vai reunir todas as informações por meio digital.

A base de informações vem do cadastro biométrico feito pelo TSE. Segundo a Justiça Eleitoral, mais de 100 milhões de brasileiros já fizeram a biometria.

As cidades com melhores condições técnicas serão as primeiras a participar do projeto-piloto. Segundo o TSE, são as que têm maior número de pessoas cadastradas no sistema biométrico.