Compartilhe

Atualizado em

Eleitores brasileiros têm menos de uma semana para regularizar a situação e poder votar nas eleições deste ano.




Nove de maio é o último dia para emitir ou regularizar o título de eleitor, mudar o local de votação e realizar o cadastramento biométrico nas cidades onde será obrigatório o uso da digital.


Para isso, é preciso ir ao cartório eleitoral mais próximo de casa levando comprovante de residência, documento oficial com foto, como carteira de identidade ou de trabalho, e comprovante de quitação militar, para os homens.




No caso de cancelamento, o eleitor deve apresentar os comprovantes de votação, de justificativa ou de quitação de multa por não ter votado.


O boleto para pagamento da multa pode ser emitido pelo site do TSE.


Quem está em situação irregular com a Justiça Eleitoral pode ser impedido de emitir passaporte, carteira de identidade, de ser nomeado em cargos públicos concursados ou até mesmo de se matricular em escolas e universidades públicas.


O voto é obrigatório para maiores de 18 anos e facultativo para quem tem entre 16 e 18, mais de 70 anos ou é analfabeto.