Compartilhe

As compras online se tornaram rotina para muitos consumidores, sobretudo no período da pandemia da Covid 19. No caso da estudante Beatriz, o presente comprado pela internet no aniversário da jovem provocou transtornos para a família. Ela se prepara para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e pediu de presente um notebook para acompanhar as aulas online.

Trecho do vídeo gravado pela estudante

Quando o notebook chegou na sua casa, Beatriz viu que o aparelho estava quebrado. O pai dela, que é advogado e integrante da Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil(OAB), em Pernambuco, procurou a empresa que vendeu o produto e solicitou uma troca amigável, mas disse que não recebeu o retorno desejado.



Depois de dois meses de espera e uma ação judicial, a família recebeu outra caixa da empresa, mas veio a surpresa registrada em vídeo pela família. “Abri aqui e veio uma madeira, não tem mais nada dentro da caixa”, relatou a jovem no vídeo. Sem o notebook, Beatriz continuou os estudos pelo celular, mas o pai dela judicializou mais uma ação para tentar resolver o problema.

“Entendo que isso é um crime contra o consumidor, vou relatar isso ao juiz, esse descaso. Estamos buscando a retratação, tanto a troca do aparelho quanto a questão da indenização por danos morais”, declarou.

A  empresa Casas Bahia, onde foi comprado o notebook, afirmou que repudia qualquer tipo de prática danosa ao consumidor e que está investigando, junto às áreas responsáveis, o que aconteceu com relação a esse caso. Também disse que está em contato com a família para entregar o notebook o mais rápido possível.