Compartilhe

Pixi chegou à casa de Mary há dois anos, fraco e bebê. Como amante dos animais, ela o adotou. Mas o felino sempre gostou de se aventurar, indo e vindo pela cidade do México. Após uma dessas viagens começaram as suspeitas.

Certo dia, Pixi voltou com uma coleira que Mary nunca tinha visto, além de estar visivelmente mais gordo. Incomodada, armou um plano e escreveu um pequeno bilhete na coleira do gato. “Meu nome é Pixi, o gato. Eu acho que tenho duas casas haha”. E assim o gato foi embora com a mensagem, sem saber que a casa começava a “cair” para ele.



Quando ele voltou, tinha um segundo bilhete. “Aqui ele se chama Huarache. Parece mesmo que ele tem duas casas haha. Saudações!”

Apesar de desmascarado, pouca coisa mudou na vida de Pixi, como contou Mary para uma matéria. “Eu disse a ele: ‘Conheço seu segredo’”, afirmou ela.

As duas famílias agora compartilham mensagens e avisam quando levam Pixi/Huarache para o veterinário.

Fonte: R7