Compartilhe

O Telegram, aplicativo de trocas de mensagens de onde teriam sido vazadas as conversas entre o ministro Sergio Moro, então juiz, e procuradores da Lava Jato, voltou a ser notícia nesta quarta-feira.

A plataforma informou que usuários das Américas e de outros países tiveram problemas de conexão devido a um ‘poderoso ataque’ que tentou derrubar os servidores



No entanto, o Telegram garantiu que os dados estiveram seguros em todos os momentos e que a estabilidade da conexão foi retomada em pouco tempo.

Vale lembrar que, em relação às mensagens de autoridades brasileiras divulgadas pelo site The Intercept, a informação oficial do Telegram é que seu servidor nunca foi invadido.

A empresa sugere que a possível invasão de hackers tenha acontecido nos celulares das pessoas envolvidas nos diálogos em questão.

A Polícia Federal segue investigando o caso.