Compartilhe

Às vezes é preciso dar uma caminhada para pôr as ideias no lugar. Porém um homem foi ao extremo, caminhando nada menos que 450 quilômetros de Como, perto da fronteira da Itália com a Suíça, a Fano, nas proximidades de San Marino, a fim de esfriar a cabeça após uma discussão com a mulher na semana passada. Ele ficou uma semana caminhando.

Ele foi comparado a Forrest Gump, famoso personagem de Tom Hanks, que gostava de correr dias e dias seguidos sem um motivo especial.



O homem, de 48 anos, que não teve a identidade revelada, só parou após ser abordado pela polícia em uma recente madrugada. Ele estava infringindo o toque de recolher de 22h às 5h determinado pelas autoridades durante a pandemia do coronavírus.

Sem suprimentos, ele afirmou que não tinha se dado conta do quanto havia caminhado.

Ele fez uma média de cerca de 65 quilômetros por dia. No trajeto, ele se deparou com estranhos que lhe ofereceram comida. Ele disse aos policiais que “estava bem, apenas um pouco cansado”. Uma verificação policial descobriu que ele constava como desaparecido havia uma semana.

Após a separação de uma semana, a esposa foi a Fano buscar o marido e confirmou que ele não tinha sido visto desde que saiu de casa após a discussão.



A aventura do homem não saiu barata, já que sua esposa teve que pagar a conta do hotel do marido em Fano, bem como a multa de € 400 (cerca de R$ 2.480) que ele recebeu da polícia por violar o toque de recolher. Não se sabe se eles voltaram a discutir.

Fonte: Page Not Found