Compartilhe

Um homem registrou um boletim de ocorrência (BO) contra o físico Albert Einstein, pai da Teoria da Relatividade e que morreu em abril de 1955. O caso inusitado ocorreu no município de Guaraí, no Tocantins, na semana passada.

A denúncia foi feita pelo eletrotécnico Josênio dos Anjos, de 48 anos, que acusa o cientista de “perturbação mundial”, por ter causado “incontáveis transtornos a todos os habitantes da Terra” e “incontáveis erros e transtornos na evolução e desenvolvimento científico do planeta”.



No BO, divulgado pelo site “Guaraí Notícias”, Josênio ainda solicita “um pedido de desculpas e reconhecimento do erro público para que o planeta e seus cidadãos possam finalmente se desenvolverem nos certames corretos da ciência”.

Em março, o jornal local já havia entrevistado Josênio, que se considera um autodidata. O morador de Guaraí defende que existe uma “energia expansionista que governa e move todo o universo”. Em nota, a Polícia Civil do Tocantins, por meio da Delegacia Regional de Guaraí, confirmou o registro o Boletim de Ocorrência na Delegacia Virtual contra Einstein.

O comunicado informa ainda que “o registro será arquivado por falta de justa causa e que, em razão da acusação absurda, não há previsão de denunciar o autor do BO por falsa comunicação de crime”.