Compartilhe

Uma idosa perdeu o equivalente a cerca de R$ 540 mil ao acreditar estar vivendo um romance virtual com o cantor americano Bruno Mars. Na verdade, ela estava tendo contato com um golpista que se passava pelo cantor.

Segundo promotores do caso, o golpe começou em setembro de 2018, tendo como alvo a vítima de 63 anos, de Houston (Texas).



A mulher, que não teve a identidade revelada, teria dito aos investigadores que uma pessoa fingindo ser o cantor Bruno Mars a convenceu de que ela compartilhava uma conexão significativa com o cantor de 35 anos.

“Apaixonada”, a vítima começou a dar dinheiro, atendo a pedidos do golpista. O dinheiro era depositado em duas contas, uma aberta pelo próprio golpista e outra, por um comparsa.

O Bruno Mars falso inicialmente pediu à idosa US$ 10 mil (R$ 54 mil) para “um amigo da banda” a fim de ajudar a custear as despesas da turnê. Foi atendido. Dois dias depois, o golpista solicitou à vítima mais US$ 90 mil (R$ 486 mil). O dinheiro também foi transferido.

Documentos obtidos pela reportagem dizem que a idosa se apaixonou pela conversa com “Mars” e com as fotos enviadas por “ele”.



O golpista acabou preso, acusado de estelionato. Sua primeira audiência em tribunal no condado de Harris (EUA) ocorreu nesta terça-feira (9/2). O valor da fiança dele deverá ser estipulado em R$ 162 mil.

Fonte: Page Not Found