Compartilhe

Desde que a manicure Rafaela Naiara de Souza deu à luz seu filho Arthur, há quatro anos, sofre com dores na barriga. Passou por vários médicos mas nunca descobriu o motivo. Nos últimos meses, passou a carregar remédios na bolsa para enjoos, problemas no estômago e analgésico para dor.

Foto: Reprodução/EPTV

Até que na semana passada foi chamada para um novo trabalho e a empresa pediu um exame admissional. No raio-x da coluna, veio a surpresa: o exame mostrava que ela tinha um objeto parecido com um pedaço de fita situado no abdômen.



“Fiquei bem indignada. Nunca que eu imaginei que eu ia ter uma fita dentro de mim”, lamenta a moradora de Capivari (SP). Para ter certeza, ela repetiu o exame e obteve o mesmo resultado. A orientação da família foi para que ela procurasse o hospital onde ela fez a cesárea, a Santa Casa de Capivari, para entregar os exames.

Exame admissional realizado por Rafaela identificou o objeto dentro de seu corpo — Foto: Reprodução/ EPTV

“Durante quatro anos, ela sempre teve dores, sempre foi atendida no hospital e nunca foi pedido um exame mais específico para descobrir o que ela realmente tinha, porque ninguém fica sentindo dor de estômago e enjoo 24 horas por dia. É muito difícil você saber que está vivendo uma situação dessa na área da saúde”, diz a mãe de Rafaela, Elaine Cristina do Prado.

O diretor administrativo do hospital, Celso Alves Ferreira, disse que um procedimento de apuração já foi enviado à comissão de ética da Santa Casa e colocou o hospital à disposição da paciente.

Rafaela disse que, agora, sua preocupação é saber como o objeto será retirado de seu corpo. “Aí sim vou ficar mais tranquila”.
Fonte: G1