Compartilhe

Juros do cheque especial voltam a subir, em junho.

Pesquisa feita pelo Procon de SP com seis, dos principais bancos do País, mostra que a taxa média está em 13,53 por cento ao mês. Com isso, quem sacar 500 reais do limite e não cobrir a conta, depois de 30 dias estará no vermelho em 567 reais.



Vale lembrar que o índice varia de um banco para o outro: vai de 12,49 a 14,93 por cento.

Enquanto isso, o juro médio do empréstimo pessoal estacionou em 6,32 ao mês.

Em nota, o Procon avalia que as taxas cobradas atualmente, no geral, são altas.

Por isso, o consumidor não deve ceder a impulsos e nem a ofertas feitas pelos bancos, como crédito pré-aprovado e aumento do limite do cheque especial.