Compartilhe

Atualizado em

Caso a decisão não seja cumprida a multa é de R$ 10 mil por dia. Prefeito e comerciantes debateram a decisão no último domingo.



Por Yuri Rossi

O Juiz Cleber de Olivera Sanches determinou a interdição do Mercado Municipal e da Rodoviária no prazo de 5 dias sob pena de multa diária de R$ 10 mil caso a prefeitura não respeite a decisão.

A decisão foi expedida na última sexta-feira, dia 10 de fevereiro e enviada ao prefeito.

De acordo com o divulgado pela prefeitura, na decisão, o Juiz reconhece o empenho da administração em solucionar definitivamente o problema, mas afirma que esta ação demanda tempo e dinheiro e que a utilização está inviabilizada uma vez que os prédios oferecem riscos a seus ocupantes.



O prefeito municipal Luis Donisete Campaci (PMDB), ao receber o comunicado convocou uma reunião com secretariado e também com os comerciantes envolvidos.

Na reunião Campaci informou que a Prefeitura além de estar trabalhando para uma solução definitiva abrindo em janeiro uma licitação para contratação de projeto executivo hidráulico e elétrico para o local, e já tem a decisão datada de 15 de junho de 2011 de que o Ministério da Cidade já aceitou o pedido de recursos para a reforma.

Porém de acordo o prefeito o valor conquistado precisa ser empenhado pelo Governo Federal e isso pode demandar algum tempo.

Campaci afirmou ainda que o município entrará com um agravo para tentar revogar a liminar que determinou a interdição concedida pelo Juiz ou, no mínimo, conseguir prorrogar o prazo para interdição.

Após algumas sugestões, Campaci se comprometeu a criar um cargo de Diretor Administrativo do Mercado e Rodoviária e a elaborar normas para o local a serem seguidas por todos, comerciantes e Município.

Os comerciantes decidiram fazer abaixo-assinado ao direcionado ao Juiz onde pedem mais 30 dias de prazo para solução dos problemas existentes.