Compartilhe

Mais de 66 mil pessoas foram estupradas no Brasil em 2018. A maioria das vítimas era do sexo feminino e mais da metade delas crianças, com menos de 14 anos de idade.

Além disso, em 75,9% dos casos, os abusos foram cometidos por conhecidos.



Os números são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública e também revelam que as pessoas que possuem doenças, deficiência mental ou têm menos de 14 anos de idade são as principais vítimas.

De acordo com o levantamento, o estupro de vulnerável responde por quase 64% dos casos.

Os dados indicam que a taxa brasileira de estupros ficou em 31,7 por 100 mil habitantes, no ano passado.

Mais alta que a taxa de mortes violentas, que ficou em 27,5 por 100 mil habitantes.



Outro tipo de crime que aumentou foi de injúria racial.

O número de casos subiu de 6.195, em 2017, para 6.616, em 2018.

Já os homicídios contra a população LGBT avançaram dez por cento de um ano para o outro.