Compartilhe

O alerta não é novo, mas vale sempre repetir: não acredite em tudo que você lê nas redes sociais ou recebe em seu aplicativo de troca de mensagens.

Tem circulado por ai, por exemplo, um texto que afirma que o WhatsApp vai passar a cobrar uma taxa de 37 centavos pelo envio de cada mensagem.



Para evitar o suposto início da cobrança, o texto ainda diz que é preciso encaminhar a mensagem para  três grupos diferentes.

Tudo balela. A informação é mentirosa.

O aplicativo, que está completando 10 anos este ano, é e continuará sendo gratuito para troca de mensagens pessoais.

Segundo o WhatsApp, a empresa trabalha constantemente para reduzir o número de mensagens de spam que passam pelo sistema.



No entanto, alguns conteúdos não-oficiais e não autorizados acabam se espalhando, geralmente com  o objetivo de enganar, iludir e fazer com que o usuário tome decisões que não são necessárias.

Por isso, é importante desconfiar de algumas informações e sempre checar a veracidade, antes de encaminhar para seus contatos.

O WhatsApp, inclusive, pede atenção especial em algumas situações: se o remetente diz ser da equipe do WhatsApp, por exemplo, ou se a mensagem trouxer instruções de como repassar ou encaminhar o texto recebido, você pode estar sendo vítima de fraude.

Nesse caso, a recomendação é que você desconsidere o conteúdo e bloqueie o contato que o enviou.