Compartilhe

Atualizado em



Cerca de 1 terço dos alimentos que são produzidos no mundo são desperdiçados. No Brasil, os números não são diferentes. Mas, se ainda é difícil reverter esse cenário, pequenas ações podem ter um ótimo impacto no ambiente à nossa volta. É o caso da incrível iniciativa da merendeira Luciana Aparecida Pinheiro, que trabalha em uma escola primária em São Sebastião do Paraíso, em Minas Gerais.

Mas o que ela fez de tão revolucionário? Desenvolveu uma forma de evitar o desperdício de alimentos na escola. Assim, os estudantes comem melhor e a geração de lixo diminui. Durante as preparações, as cozinheiras separam aquelas partes de alimentos que seriam descartadas, como folhas, cascas e talos de vegetais. Estes restos viram caldos que servem de base para criação de outros pratos, por exemplo.

Para criar as receitas, Luciana trabalha em conjunto com a nutricionista da escola e toda a comunidade escolar. Uma de suas ideias foi a elaboração de um prato à base de arroz com frango e partes de vegetais que normalmente iriam parar no lixo, como folhas de beterraba e casca de abóbora. A receita foi aprovada por 91% dos estudantes.

A inovação rendeu a Luciana um prêmio na segunda edição do Concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar, que escolheu os pratos mais saborosos, criativos e nutritivos de cada região brasileira. Como parte da premiação, a merendeira conquistou um prêmio em dinheiro e ainda ganhou uma viagem a Brasília para aprender novas técnicas de culinária.

Fonte: Hypeness