Compartilhe

A Prefeitura de Elias Fausto enviou um projeto de lei para a Câmara Municipal que trata da criação de empregos públicos permanentes e amplia o número para os já existentes. Segundo o que o prefeito Maurício Baroni explica em um vídeo que a nossa equipe recebeu pelo whats app, o projeto criará novos empregos que serão ocupados através de um concurso público que será feito posteriormente.

Os empregos que serão criados com o projeto são os seguintes: jornalista (2 vagas), analista de recursos humanos (2 vagas), arquiteto (2 vagas), controlador interno (1 vaga), assistente administrativo (20 vagas), agente administrativo (25 vagas) e ajudante de serviços gerais (25 vagas).



O projeto também pede o aumento de vagas de empregos já existentes como de procurador III, médico veterinário, tesoureiro e técnico de imobilização.

O prefeito salienta no vídeo que o projeto dará mais oportunidades de emprego na cidade, porém, o projeto desagradou alguns moradores de Elias Fausto. Um deles é o morador Celso Aguiar, que nos enviou uma mensagem dizendo ser contra a criação de novas vagas, pois segundo ele, pessoas que passaram em concursos públicos passados ainda não foram chamadas, e o prefeito ainda quer criar um novo concurso.

Ouça a matéria com o questionamento do morador:

Após o questionamento do ouvinte, a nossa equipe entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Elias Fausto para buscar esclarecimentos sobre a situação.



O primeiro questionamento que fizemos foi sobre os concursos públicos passados que o morador afirma que as pessoas ainda não foram chamadas. Em nota, a assessoria de comunicação da prefeitura de Elias Fausto disse o seguinte:

As pessoas estão sendo chamadas pelo Concurso Público de acordo com a necessidade da administração pública. Inclusive, no ano de 2019 retomamos o concurso da Guarda Civil Municipal de 2016 que estava parado e contratamos três novos GCMs que foram treinados durante sete meses e hoje fazem parte da corporação. A atual lei enviada para a apreciação dos vereadores dispõe de cargos novos que não estão previstos nas leis anteriores. 

Segundo a nota enviada à nossa equipe, o Poder Executivo criou esse projeto de lei para apreciação dos vereadores de acordo com necessidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. Ou seja, está seguindo uma orientação do Tribunal. Esperamos que o projeto de lei seja avaliado de acordo com os interesses do município visando seu desenvolvimento econômico e sustentável.

No áudio que o morador nos enviou, ele fala também sobre a criação do cargo de secretária adjunta da saúde. A explicação que nos foi passada pela comunicação da prefeitura, por telefone, é que essa criação de cargo é de uma outra lei, uma lei complementar. Mesmo assim, pedimos esclarecimentos sobre a situação. A resposta foi a seguinte:

A lei enviada para a aprovação na Câmara de Vereadores com a criação de cargos concursados não prevê a criação de nenhum cargo em comissão, inclusive o cargo em comissão de Secretária Adjunta de Saúde.  Conforme explicado por telefone, trata-se de outro projeto de lei em que será retirado o cargo de Secretário Adjunto de Obras para colocar Secretário Adjunto de Saúde. Inclusive, a tratativa também está sendo feita entre o Prefeito e a Promotoria que compreende a necessidade de se ter o secretário adjunto na pasta da Saúde. 

O morador de Elias Fausto que quiser acompanhar a sessão camarária que votará o projeto, a sessão acontece nesta sexta-feira (17), às 19h, na Câmara Municipal de Elias Fausto.