Compartilhe

Uma norte-americana de 26 anos decidiu assistir um filme pornô depois que o marido foi dormir. E teve uma surpresa: enquanto escolhia um vídeo entre homens, ela viu o rosto do próprio marido na tela. Na gravação, usando a aliança do casamento, o homem — identificado apenas como Brandon — fazia sexo com vários outros parceiros.

Confusa, a norte-americana — que disse ter sempre preferido ver filmes pornôs gays — fez um post no Reddit em busca de ajuda. Após a descoberta, os dois passaram a dormir em casas diferentes, e ela se submeteu a exames para detectar possíveis doenças sexualmente transmissíveis.



“Vou tentar não deixar isso muito explícito, mas cliquei em um vídeo aleatório e, definitivamente, era meu marido (na tela). O rosto dele estava plenamente visível, várias tatuagens específicas. Era ele. Eu sabia, sem sombra de dúvidas, que aquilo aconteceu depois de nos casarmos, porque ele estava com a droga da aliança”, escreveu ela de forma anônima.

“Eu fiquei furiosa e enojada. Ele fez sexo sem proteção com vários homens. A única coisa em que eu pensava era em DSTs. Eu não consegui dormir à noite. Pedi para sair do meu trabalho também. A primeira coisa que fiz foi procurar uma clínica e passar por exames. Não voltei para casa desde então. Não consigo nem olhar para ele. Estou brava para c…”, desabafou.”

Na rede social, a mulher em questão pediu ajuda a outros usuários. Depois de várias respostas, ela disse ter conversado com o marido, que justificou a gravação alegando um problema com drogas. “Ele disse que tem um problema com metanfetamina e que isso ‘deixa ele gay’. Isso tem acontecido por meses. Ele tem encontros aleatórios via o aplicativo de relacionamentos Grinder. Não foi um evento isolado. Estou arrasada. Ele disse que vai para uma reabilitação. Eu disse para ele que estamos muito longe de onde estávamos e que eu queria o divórcio”, relatou.

“Ele disse que faria o que fosse preciso desde que eu não contasse nada a ninguém”. Ela afirmou ter enviado imagens do vídeo para o chefe e para a família dele.”