Compartilhe

Uma bartender londrina tinha apenas cinco anos quando assistiu pela primeira vez o famoso clipe “Thriller”, de Michael Jackson, isso foi o suficiente para ela se assustar com a performance, especialmente quando o rosto do cantor vai mudando para um lobo. Desde então, a mulher que hoje tem 23 anos, tem flashbacks daquela experiência traumática e sente um medo inexplicável quando vê algo relacionado a Michael Jackson – seja uma música, entrevista ou cartaz.

Ela conta que as palmas das mãos ficam suadas e se sente instável. Para piorar, os pais dela são grandes fãs do cantor, mas ela nunca contou sobre sua fobia. “Eu estava vivendo com ansiedade constante de vê-lo, ouvi-lo. “Eu nunca falei sobre isso. Eu me preocupei que eles achassem que eu fosse boba”, completou.



No início do ano foi lançado o documentário “Finding Neverland” e, consequentemente, muitas notícias e fotos de Michael Jackson estavam sendo bastante usadas na mídia online. Para evitar desencadear sintomas de sua fobia, ela decidiu ficar longe de suas redes sociais.

Além disso, recentemente, ela decidiu falar mais abertamente sobre sua fobia e começou a tomar medidas para combatê-la. Ela começou a visitar um hipnoterapeuta, que é o profissional que trabalha com terapia complementar que explora o poder da hipnose. Ela decidiu falar publicamente sobre sua fobia como forma de encorajar outras pessoas que sofrem de medos incomuns a não se envergonharem e procurarem ajuda profissional.

Fonte: Mega Curioso