Compartilhe

Fonte: Uol





Em um clima embalado pelo estilo dos anos 1950, Luan Santana lançou na última segunda-feira (4), seu DVD, “Acústico”, em uma hamburgueria em São Paulo. Com canções mais maduras e letras fortes, Luan foi questionado se existe alguma música que não tocaria mais em seus shows, o cantor lembrou o primeiro sucesso de sua carreira, “Meteoro”.

“Se eu lançasse ‘Meteoro’ hoje, não faria sucesso”, disse Luan em entrevista ao portal UOL. “Se ‘Meteoro’ chegasse para mim hoje em dia, eu não [gravaria] porque não é moda como era quando eu tinha 17 anos, é outro mundo, não viraria nada”, completou.



Aos 24 anos, o sertanejo contou que seu lado artístico “mais maduro” refletiu no trabalho atual.

“Eu não tinha segurança em nada, em mim, no meu trabalho. Eu ficava muito nervoso em subir no palco. Tive que crescer muito rápido em pouco tempo. Isso também reflete em tudo”.

Um dos maiores cantores de sertanejo do pais, Luan confessou que sempre quis ser famoso e dar autógrafos, mas sentiu o baque inicial com o assédio dos fãs.

“No começo eu me assustava um pouco. Eu era muito novo, mas eu andava nas ruas querendo que o público me reconhecesse. Hoje minha vida é muito melhor. A primeira vez que eu dei um autógrafo foi muito legal, emocionante”.

O cantor ainda disse que tem vontade de dar um passo maior em sua trajetória musical e lançar uma carreira internacional. “Quero ver minha música tocando lá fora”, declarou ele, que tem preferência por cantar em espanhol.