Compartilhe

Você ainda é daquele tipo de pessoa que acha que videogame não é coisa de mulher? Então, encare essa: a 7ª edição da Pesquisa Game Brasil (PGB) mostra que 69,8% das mulheres no Brasil jogam jogos eletrônicos, independentemente da plataforma. Fora isso, pelo 5º ano consecutivo do estudo, o público feminino aparece como maioria entre os gamers brasileiros, representando 53,8% dos jogadores do País.

“Existe uma falsa noção de que os homens são os principais consumidores de jogos eletrônicos no Brasil, mas não apenas as mulheres representam a maioria deste público como também estão cada vez mais engajadas nos games, dos e-sports aos consoles, passando pelo celular”, afirma Carlos Silva, gerente da Go Gamers.



A pesquisa considera jogadores (ou gamers) todos aqueles que afirmam possuir o hábito de jogar jogos digitais. Nesta 7ª edição, a pesquisa ouviu 5.830 pessoas em 26 Estados e no Distrito Federal, no mês de fevereiro.

De acordo com a PGB, 69,8% das mulheres que jogam jogos eletrônicos no Brasil têm o smartphone como plataforma favorita, e 50,1% jogam todos os dias nele. O bom desempenho dos celulares junto ao público gamer feminino mostra, mais uma vez, que estes aparelhos seguem alinhados aos anseios da comunidade gamer no país.

Mas em quantidade de horas, as mulheres jogam mais nos consoles (vídeo-games), com 38,4% dedicando de 1 a 3h por dia. Já nos celulares, 32,7% do público feminino joga por até 1h por dia, mesma quantidade de horas que 36% das mulheres investem diariamente para jogar no computador.

Fonte: Game 4U