Compartilhe

Atualizado em

Lennon foi assassinado por um fã em frente ao edifício em que morava na cidade de Nova York.



Por Jean Bordini

Há exatamente 31 anos o mundo perdia John Lennon.

Ouça a matéria abaixo

O ex-Beatle foi assassinado na noite do dia 8 de dezembro de 1980, por um fã em frente ao edifício em que morava em Nova York. Ele disparou 5 tiros contra Lennon, 4 acertaram o músico.



John morreu após perder cerca de 80% de seu sangue. Ele tinha 40 anos de idade. O corpo de John foi cremado e suas cinzas depositadas em um memorial, construído no Central Park em Nova York, com a palavra Imagine, nome de uma de suas músicas mais emblemáticas, que tornou-se um hino da paz no mundo inteiro.


Memorial em homenagem ao músico construído no chão do Central Park em Nova York.

O assassino permaneceu no local esperando os policiais chegarem e foi preso. Ao entrar na viatura, pediu desculpas aos policiais pelo “transtorno que havia causado”.

Em seu julgamento alegou ter lido em um livro uma mensagem que dizia para matar John Lennon e que o motivo do crime foram declarações de Lennon consideradas por ele como blasfêmia. Como na vez que Lennon declarou que os Beatles eram mais populares que Jesus Cristo.

O “fã” assassino acabou sendo condenado à prisão perpétua e até hoje é mantido numa cela separada de outros presos, devido às ameaças de morte que recebeu.

John Lennon, que teria hoje 71 anos foi um dos fundadores da maior banda de rock da história da humanidade, compôs sucesso atrás de sucesso com seu companheiro de banda, Paul McCartney. Lennon também era famoso por sempre estar à frente de causas que visavam a paz.

Lennon se foi há 31 anos, mas para muitos fãs ele permanece vivo até hoje, através de suas canções que ainda são tocadas em todo o mundo.