Compartilhe

O novo presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, tomou posse do cargo nesta semana e defendeu o fortalecimento das empresas médias.

Presidente BNDES, Joaquim Levy | Foto: Agência do Rádio

“O BNDES é parte daquilo que transforma o Brasil em termos de infraestrutura, em termos de inovações, e nós vamos continuar fazendo isso com foco cada vez maior nas empresas médias. Não há país com uma livre iniciativa forte que não tenha empresas médias fortes.”

Na cerimônia, Joaquim Levy disse que, historicamente, é uma vulnerabilidade do Brasil não ter um setor de empresas médias e pequenas, mas principalmente médias fortes e com capacidade de crescer e criar emprego, desenvolver e incorporar novas tecnologias.



O novo presidente do BNDES disse também que os brasileiros podem contar com o banco, afinal, o intuito é promover o desenvolvimento econômico, social e responsável do país.

Levy já foi ministro da Fazenda de janeiro a dezembro de 2015, no segundo mandato de Dilma Rousseff. Ele é engenheiro naval de formação, tem doutorado em economia na Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, na qual também estudou Paulo Guedes, ministro da Economia e guru de Jair Bolsonaro.

De 2010 a 2014, ele foi diretor do Bradesco e, para assumir a presidência do BNDES, Levy deixou a Diretoria Financeira do Banco Mundial.