Compartilhe

A morte precoce do ator Chadwick Boseman, aos 43 anos, pegou os fãs de surpresa, bem como seus companheiros de trabalho na Marvel. Por conta disso, a Disney está reavaliando a produção de Pantera Negra 2. A continuação estava prevista para ter sua produção iniciada no ano que vem, trazendo Boseman de novo ao papel-título. O filme estava programado para estrear em 2022, cumprindo o cronograma do Universo Cinematográfico Marvel. 

O ator estava confiante em sua recuperação do câncer de cólon em estágio III, tanto que se preparava para assumir novamente o universo do super-herói. Ele também iria dublar o personagem na série animada What If…?, por isso quase ninguém estava sabendo de sua doença, apenas o círculo mais íntimo.



Como o luto é recente, muitos defendem que ainda é cedo para discutir a retomada do projeto, mas a Disney sabe que precisa seguir em frente de alguma maneira. Os fãs se dividem entre aqueles que torcem para que um novo filme respeite o legado de Boseman, enquanto outros pedem que nenhum outro ator assuma o manto do personagem.

Antes do falecimento do ator, tudo indicava que os responsáveis pelo primeiro filme iriam se reunir. O diretor e roteirista Ryan Coogler era um deles, assim como parte do elenco, como Martin Freeman e Danai Gurira. Até mesmo Michael B. Jordan estava cotado para retornar como vilão. Outros antagonistas cotados foram Namor, o Submarino, e Kraven, o Caçador – este deve ingressar no universo do Homem-Aranha da Sony, por isso é improvável que também dê as caras tão cedo na saga da Marvel. 

O título de Pantera Negra poderia ser assumido por outro personagem, como a Shuri, de Letitia Wright. Imagens não aproveitadas de Chadwick Boseman no primeiro filme e em Os Vingadores poderiam ser usadas para justificar a passagem de bastão. Algo semelhante ao que foi feito com a princesa Leia, de Carrie Fisher, no último filme da saga Star Wars. Por enquanto, o futuro do personagem é incerto, mas dificilmente não o veremos novamente nas telonas.

Fonte: Tecmundo